Publicado em Gotas do cotidiano, Morando em pensão, Pessoal

Só um comentário?

Ontem estava conversando com uns poucos amigos aqui da pensão, chegou uma hora que o papo era a nossa vontade/falta de vontade de morarmos em outro lugar (esse assunto sempre chega, a conversa nesse ponto é igual toda vez e a vida segue).

E aí que em algum momento eu disse que precisava morar em outro lugar. E aí que o amigo disse que “eu ando meio louca” e logo disfarçou dizendo que eu ando menos paciente e que pode ser o fato de estar cansada daqui e tal.

E aí fiquei pensando: que isso!!! hahaha acho que estou assustando as pessoas e não tô sabendo.

PS: em minha defesa eu digo que com certeza ele foi leviano com a palavra. rs Eu ando sim mas impaciente e menos sociável, mas ainda falta um caminho bem longo pra chegar na loucura. Oremos.

Anúncios
Publicado em Morando em pensão

Café com leite da vida

Conversando com uma amiga super querida sobre a vida e as pessoas ela acabou colocando em palavras um pensamento antigo meu: tem pessoas que são café com leite da vida.
E o que seria uma pessoa assim? Aquele tipo de gente que parece que está no mundo para ser figurante; não trabalha, não estuda, não produz, vive muitas vezes na sombra dos pais, não faz nada pra agradar a Deus, só quer sombra e água fresca, não sabe viver em sociedade, e por aí vai. Acha que é café com leite, que pra ele o mundo não é como é para os mortais.

Quem não quer facilidade? Até eu, queridinha! Mas papai e mamãe sempre me ensinaram que na vida nada vem fácil e que temos que batalhar muito. Não é fácil estudar, trabalhar, pagar contas, viver! E além disso, papai e mamãe ensinaram também que educação é importante e primordial para a boa convivência. E tem gente que deixa a vida passar e não entende essas questões.

Ana, querida, por que esse papo agora? Porque eu não consigo escrever mais sobre a pensão, meus queridos. Pois é, muito complicado conviver com as pessoas tão intimamente. Ir na cozinha e esbarrar nos outros, ouvir os outros pelo corredor, ter pessoas tomando conta da sua vida e por aí vai. E ainda tem os loucos que tem umas atitudes inexplicáveis e precisamos nos concentrar para mantermos a paciência e não mandar todo mundo pra onde você quiser.

Quer dizer que eu odeio morar aqui? Não! Mas quer dizer que a pressa de ter minha casa é ainda maior do que antes. E quer dizer que infelizmente pro blog o convívio com os outros seres humanos desse lugar está pouco, portanto dificilmente teremos mais posts sobre isso (a não ser que vocês queiram ouvir umas historinhas meio podrinhas… rs). Mas felizmente para minha tranquilidade eu posso passar muito tempo no quarto bordando, estudando, procurando trabalho, etc, e preciso conviver pouco. É só evitar a varanda.

Desculpem desapontá-los. Mais uma categoria nesse blog que nasce e morre jovem.

IMG_20160106_090744244_HDR
Não se deixem enganar por este lugar bonitinho. Fiquem longe da varanda!!!
Publicado em Morando em pensão

O UNO e a arte de jogar cartas com os amigos

Todo mundo tem uma história de uma noite/madrugada de jogos com os amigos e algumas confusões (não tipo altas confusões da Sessão da Tarde, às vezes são só confusões mesmo). Aqui na pensão temos o UNO. Ê beleza!! Taz-Mania viciado em baralho deu a ideia, pegou um baralho comum e adaptou ao jogo, inventou regras que não existem e a galera foi na onda.
Taz chegou ao cúmulo de escolher as cartas 7 e 8 para comprarem 2 e 4 cartas respectivamente. Mas me digam pq ele escolheu 7 e 8 quando as cartas 2 e 4 estavam disponíveis para este papel!!!
Nunca descobriremos como a mente de Taz funciona.
Nesse carnaval recebi visita de um casal querido de amigos do RJ. Como tudo aqui é por personagem vamos chama-los de Elizabeth Bennet e Mr. Darcy (pq eles são uns fofos, amam livros, são super arrumados e educados! E pq eu gosto dos personagens, pronto!). Eles conheceram a pensão, jogaram UNO com a gente, o pessoal não teve misericórdia e foi super divertido!
Pena que eles foram embora cedo, mas continuamos o jogo. A Docinho agora é conhecida como “quilo de carta”, comprou 24 de uma vez!! Ela é uma excelente jogadora, mas não anda com muita sorte.
Ela e Taz continuam com a disputa pessoal, os dois ficam igualmente irritados quando estão perdendo e é hilário! Ela chegou a se irritar com a princesa Caroço e ameaçou abandonar a mesa.
No final todo mundo continua se amando e no dia seguinte é a mesma coisa: todo mundo tentando impedir o Taz de ganhar em qualquer jogo pq ele fica particularmente exibido quando ganha qualquer coisa.

Publicado em Morando em pensão

Apresentando o pessoal da pensão

É só a gente parar pra observar as pessoas que vemos um monte de características nelas, algumas muito boas, outras muito engraçadas, outras ruins e por aí vai. E pra essas características ficarem ainda mais acentuadas você tem que fazer o que? Conviver diariamente com alguém! E no meu caso tem muitos alguéns morando na pensão e uns 10 que eu converso diariamente e que serão os personagens das histórias dessa pensão.

Depois de conversarmos sobre esses textos que eu farei aqui decidimos que cada um será representado por um personagem e aqui eu vou explicar porque cada personagem foi escolhido. Pra quem conhece será a coisa mais fácil do mundo saber quem é quem, pra quem não conhece meu aviso é: acreditem ou não, só estou retratando a realidade, esse povo é tudo pirado mesmo. Spoiler: os personagens meninos são meninos e os personagens meninas são meninas.

mestre-dos-magos-editado

MESTRE DOS MAGOS: O mestre dos magos é um cara gente boa toda vida, adora conversar, contar das experiências dele e cozinhar pra galera. Sempre está com o celular e uma caixinha de músicas pra deixar o ambiente mais animado (tem bom gosto musical).
É todo zen, gosta de ajudar, e de repente: some!
Cadê mestre dos magos que estava aqui conversando agora mesmo?

 

 

racerx editado
CORREDOR X: O corredor X foi o motivo do atraso desse post, que já deveria ter sido escrito há muito tempo. Não conseguia um personagem pra ele, então escolhi esse que é misterioso.
O corredor X da pensão é a pessoa mais debochada e implicante daqui, fala o que vem na cabeça, fala muito palavrão, adora contar piada, adora perturbar quem está cozinhando dizendo que está fazendo errado… ao mesmo tempo tem um coração do tamanho do oceano, uma energia maravilhosa e adora uma conversa.

 
princesa caroço editada

PRINCESA CAROÇO: A princesa caroço é uma das mais novas na pensão, mas fala pelos cotovelos e conversa com todo mundo. Parece fofinha, tipo a princesa caroço que é roxa, tem uma estrela e nome de princesa, porém ela tem um lado debochado, não tem muita paciência pra drama e dá uma perturbada na galera.
Quer sempre dar apoio pra todo mundo.
Tem muita fofurice, mas nem só de fofurice é feito o ser humano. rs

 

chewbacca editado
CHEWBACCA: Chewbacca é namorado da princesa caroço! Que mistura! Ele é o contrário dela, parece muito bruto, mas é fofo e gentil com todo mundo! O personagem não foi escolhido por causa dos pelos, e sim pelo jeitão brutamontes somado a um amigão e um coração de ouro.
Como ele é daqueles brutos que amam eu escolhi essa foto do Chewie bebê, pra mostrar que tem fofura nesse coração peludo.

 

dexter editado
DEXTER: É um intelectual, está sempre estudando, conversando sobre seus estudos e teorias. Crítico toda vida, não se aguenta e sempre que alguém vai mostrar alguma coisa, ele tem que colocar defeito. rs Mas é só pra dar uma zoada. Bebe cerveja em taça, não aparece todo dia na varanda e não encara as jogatinas até a madruga. Um rapaz que tem que reservar seu tempo pros livros, mas mesmo assim é muito próximo do pessoal.

chico bento editado

CHICO BENTO: O caipira do grupo! Foi criado na roça, veio pra cidade grande ser doutô de TI. Tem a ilusão de que perdeu o sotaque, mas tá todo lá pra qualquer um ver que ele saiu do interiôr. Conta piada ruim demais, quando se junta com o Corredor X dá até dor no coração. rs É um amigão, tá sempre junto do Chewbacca, apaixonado pela Docinho. Daqueles caras que só tem tamanho e não fazem mal pra uma mosca.

 

docinho editada
DOCINHO: Namorada do Chico Bento. Ela é muito igual a docinho, tem um lado super fofo, mas ao mesmo tempo é uma estressadinha. rs
Viciada em açaí, sempre leva as outras meninas pra perdição.
Fala pelos cotovelos também, sempre tem uma história pra contar.
Não mora na pensão, mas tá sempre aqui por causa do Chico Bento e faz parte do grupo.
Uma das melhores jogadoras de UNO da casa,faz guerra com Taz-Mania quando o assunto é jogo.

HK editada
HELLO KITTY: a Hello Kitty é feita de açúcar! Uma japonesa quietinha, risonha, muito querida!
Às vezes fica muito perto da galera, às vezes dá uma sumida. Adoramos quando ela está por perto.
Quando joga UNO ela se transforma, adora fazer os outros comprarem cartas. rs
É a mãe do Garfield e mima demais aquele gato lindo.

 

garfield editado
GARFIELD: é o gato da casa (literalmente). Preguiçoso, não fica brincando, só anda pela pensão, dorme no meio do caminho, adora carinho no final das costas perto do rabo (ele se empina todo até sua mão ficar no lugar que ele quer carinho).
Come igual o Garfield, não pode ver alguém indo em direção à cozinha que ele vai atrás miando. E como é muita gente que fica com medo dele estar com fome ele acaba comendo mais do que devia. rs Vive atrás da Hello Kitty e ela dele.

seu barriga editado

SEU BARRIGA: responsável pela pensão e pelo “pague o aluguel”. Não é muito apreciado pela galera (aqui estou sendo gentil e usando todo o eufemismo do mundo).
Sem mais por enquanto porque esse é um blog educado. Está aqui só pq aparecerá nas histórias. rs

 

 

 

luna_lovegood editada

LUNA LOVEGOOD: a Luna é uma fofa querida igualzinho a Luna do Harry Potter.  Conversa bem, mas é mais quieta. Tem um lado místico, ama rock, 90% das vezes usa preto, ama gatos. Mas não é gótica suave. rs (talvez só um pouquinho).
É a maior companhia da princesa caroço e elas estão sempre juntas criando alguma coisa diferente.
Namora o Rony.

 

rony weasley editado
RONY WEASLEY: o Rony é namorado da Luna e não mora aqui na pensão, vem só às vezes.
(Ana, você colocou o Rony pra ele só porque ele é ruivo? Sim!!! rsrsrs Porque sempre que eu vejo o Rony eu penso: cabelo ruivo? Só pode ser um Weasley!)
Rony é um fofo muito tímido e quieto, mas que aos poucos vai se enturmando.
Muito agradável, faz um casal fofo com a Luna e deveria aparecer mais.

 

taz mania editado
TAZ-MANIA: o Taz chegou quase quebrando a pensão inteira. Pense em uma pessoa agitada! Ele é doido, fala gritando, gesticula muito, é todo espalhafatoso e todo mundo adora ele (menos o Seu Barriga).
Jogador de Poker profissional, tricampeão (se eu não mencionar isso ele vai ficar até triste), tá sempre chamando todo mundo pra jogar alguma coisa. Parece ser bom no Poker, porque ganha com frequência e chega fazendo mais escândalo. rs
Às vezes ganha no UNO, mas não é tão bom assim. hihi
Quando ele ganha no UNO a casa toda fica sabendo e ele lembra esse fato por dias sem fim.
É um querido, brinca com todo mundo, está sempre chamando alguém pra tomar uma cerveja junto, tem uma energia muito do bem.
De todo mundo da pensão ele é o mais novo, mas é difícil imaginar esse espaço sem ele agora que nos acostumamos com seu jeito hiperativo.
Escolhi o Taz bebê, igual fiz com o Chewbacca, pra reforçar que não parece, mas é um fofo.

Claro que tem mais gente na pensão, mas esses são os mais próximos de mim! Agora que as apresentações foram feitas posso escrever as histórias. 🙂

 

Publicado em Morando em pensão, Pessoal

Morar em Pensão

A vida é aquele eterno altos e baixos, não tem como fugir. Não existe calmaria e nem turbulência que dure para sempre. Já morei com minha família (claro), com uma amiga por 10 meses, com o meu namorado há 2 anos (sendo uma parte de volta na casa do meu pai, que é assunto pra outro dia), e agora nos mudamos pra SP e estamos por um tempo em uma pensão. Morar em uma pensão é uma experiência! rs

Aqui nós temos quarto e banheiro individuais e o restante são áreas comuns, como cozinha, varanda, lavanderia. Não é toda pensão que funciona desse jeito, cada lugar é diferente, mas só posso falar da minha experiência aqui porque não conheço outras.
Conviver com outras pessoas diariamente faz com que você aprenda tudo e mais um pouco sobre pessoas e sobre você mesmo.

Fui muito bem recebida aqui e eu e Rapha tivemos sorte de encontrarmos um lugar com uma galera muito gente boa e agradável. Claro que nem tudo são flores, afinal estamos falando de várias pessoas diferentes, que vieram de cidades, famílias e costumes diferentes, que precisam conviver entre si. Nem todo mundo tem senso de coletividade, nem todo mundo quer fazer amigos, mas tem o lado bom que é uma parte do pessoal que sempre se reúne para se ajudar e se distrair.

Costumo dizer que aqui na pensão é um monte de carente que se reúne todo dia pra espantar a solidão. rs O povo sempre trás cerveja e toma todo mundo junto (eu não gosto de cerveja, mas fico por perto), a gente faz almoço junto, se alguém chega meio desanimado o restante tenta melhorar o humor daquele que está borocoxô, tem jogo de cartas até de madrugada, tem muito compartilhamento dos problemas, tem muita zoação e conversa sobre as diferenças das cidades de onde cada um veio… tem briga também e um pouco de drama às vezes, mas nada que não seja resolvido numa boa (até agora).

Eu aprendo tanto sobre São Paulo com esse pessoal que eu conheci 25 dias atrás e parece que foram anos! Aprendo sobre amizade todo dia e aprendo sobre os meus limites e sobre respeitar o outro e também a mostrar o meu limite para que os outros o respeitem também.

Viver em uma pensão depois de ter tido o meu próprio apartamento que eu dividia somente com o Rapha e o meu cachorro tem aquele saborzinho agridoce. Não vejo a hora de me estabilizar e conseguir um espacinho para voltar a ter mais liberdade e individualidade, mas estou curtindo esse momento com esses queridos daqui.

Ah, não posso deixar de falar: SÓ TEM MALUCO! E se eu estou aqui é a confirmação de que normal eu não sou. rs Tenho muita coisa pra escrever por aqui sobre esse lugar ainda, só vendo pra acreditar o tanto de história que uma mansão cheia de quartos minúsculos e pessoas doidas pode guardar.